Filho único

Preparava-me para desbobinar a minha história quando o chefe de mesa se aproximou da nossa mesa com passos decididos, fazendo ressoar o soalho. Todo sorrisos, mostrou-me o rótulo do vinho, como se me estivesse a mostrar a fotografia de um filho único.”

Haruki Murakami, Em Busca do Carneiro Selvagem