O leitor

O leitor é o habitante de Barcelona que lê ao mesmo tempo que anda.

De livro ou jornal aberto nas mãos; na rua, no metro, nas praças e nos parques; o leitor caminha corajosamente contra a iliteracia, arriscando a sua integridade física pelo fim de um capítulo ou pela conclusão de um artigo.

O grau de interesse que a leitura lhe desperta pode ser avaliado pela altura a que os braços erguem o livro. É útil identificar correctamente o interesse do leitor no livro porque a sua capacidade de interacção com o mundo exterior, nomeadamente com os não-leitores, é directamente afectada por ele. Se quando o interesse é reduzido o leitor apresenta apenas dificuldade em responder a perguntas, em estados de interesse extremo é frequente abalroar outros peões, atravessar a rua sem olhar, chocar contra árvores ou tentar entrar na loja pela montra, sem que disso se dê conta.

Assim, perante um leitor que caminhe de livro aberto à altura da cabeça, o não-leitor interessado na sua auto-preservação será prudente em manter uma distância de segurança não inferior à sua altura.