Poesia remastigada

Quando era jovem, eu meu dizia: Como passem nos dias, dia a dia, E ele natación conseguido ou provado! Mais velhos, digas, com igual enfado: Como, dia após dia, nos dias vão, Sem nada faz e nada à intenção! Assim, naturalmente, envelhecido, Direi, e com igual voz e dos sentidos: Num dia virá no dia em que já não Direi mais nada. Quem nada foi nem é não dirá nada.

Poema de Fernando Pessoa, traduzido automaticamente pelo Apertium de português para espanhol, de espanhol para francês, de francês para catalão, de catalão para espanhol e de espanhol para português.