Pornografia

Depois de os isolar, faça cuidadosamente uma incisão longitudinal nos músculos do plano médio do períneo, o mais internamente que puder, até encontrar o folheto superior ou profundo da aponevrose perineal média. Rebata os músculos para fora, em direcção aos ramos isquio-púbicos. Pode agora observar o referido folheto aponevrótico, que deverá rebater da mesma forma que fez para os músculos. Está na presença do tecido adiposo do prolongamento anterior da fossa isquio-rectal, a que já fizéramos referência na dissecção do períneo poste¬rior. Este espaço é muito menos amplo na mulher do que no homem. Procure remover o escasso tecido adiposo que o preenche, a fim de observar os seus limites. Por fora da uretra e da vagina, deve encontrar o bordo inferior do músculo levantador do ânus, limite sûpero-interno do prolongamento anterior da fossa isquio-rectal e que aqui representa o plano muscular profundo do períneo. Externamente, pode observar o músculo obturador interno revestido pela sua aponevrose. O limite inferior é constituído pelo folheto superior ou profundo da aponevrose média do períneo. Para concluir a sua dissecção do períneo anterior, poderá abrir uma janela no músculo levantador do ânus e na aponevrose pélvica ou perineal profunda que o reveste superiormente, permitindo-lhe aceder ao espaço pélvi-subperitoneal, mais facilmente dissecável por via abdominal.”

in PINA, J. A. Esperança [et al] - Anatomia geral e dissecção humana. Lisboa : Lidel, 1995. ISBN 972-757-000-3. p. 124