Verbalização

Segundo a Agência Lusa:

Novas exigências da igreja católica timorense inviabilizaram o fim da manifestação anti-governamental que há 16 dias mantém o país em suspenso, disse hoje à Lusa fonte ligada ao processo de diálogo entre a igreja e o poder político. Entre as novas exigências dos bispos timorenses figura uma garantia em como o poder político não legislará sobre a despenalização da interrupção voluntária de gravidez, como chegou a ser equacionado no passado recente pelo governo timorense.

Aprendi uma coisa na vida sobre as relações entre pessoas. Quando me estão sempre a levantar problemas diferentes à medida que resolvo os anteriores é porque existe ou uma vontade deliberada de boicotar aquilo que faço ou um problema que não pode ser verbalizado e que é, por isso, transformado num conjunto de questões menores.

Aparentemente a igreja católica timorense está a ter muita dificuldade em verbalizar o seu grande problema em relação a este governo.